quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Que bonitinho o Kassabinho!

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Marta não entra no CEU



A candidata Marta Suplicy foi impedida de entrar no CEU.

Ela tentava vistoriar a obra da unidade do Centro Educacional Unificado (CEU), na Vila Formosa, zona leste da capital e foi barrada por funcionários.

Acho que um deles era São Pedro...

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

São Paulo conhece bem - o retorno

martaxa


Vou me permitir reeditar um post que publiquei em abril de 2004. Vem bem a calhar:

1. A zona que é a cidade toda ter virado um canteiro de obras (e só agora, depois de quase 4 anos)...

Responsável: MARTAPUME

2. A escuridão das lâmpadas públicas apagadas à noite pela cidade inteira, especialmente nas Marginais (seria para beneficiar OS marginais?)...

Responsável: MARTASSALTO

3. O descaso com os funcionários públicos municipais, quase sempre taxados (em ambos os sentidos) de indolentes (para não dizer coisa pior), habitualmente trabalhando em péssimas condições de trabalho e mal remunerados...

Responsável: MARTAUMENTOZERO

4. O "enquadramento" do quarteirão da DASLU como zona comercial, ainda que situada em área estritamente residencial...

Responsável: MARTAILLEUR

5. As enchentes crônicas que afetam moradores que, toda época de chuvas, perdem seus móveis e pertences (será que as equipes de bocas-de-lobo são contratadas para ENTUPIR os bueiros?)

Responsável: MARTÁGUA

6. Os CEU's, obras faraônicas (tipo "Brizolões") construídas com o angelical propósito de proporcionar educação para as crianças e população do entorno. Pergunta: e as escolas e creches municipais? Céu ou inferno?

Responsável: MARTANJOMAU

7. O salário de R$ 20.000,00 que Don Fabre conseguiu na firma do Duda Mendonça... ou será que não foi lá?

Responsável: MARTANGOARGENTINO

8. Os buracos no asfalto que grassam na cidade (não estamos falando das obras, mas das crateras paulistanas do período paleozóico)

Responsável: MARTATU

9. O péssimo humor e precária educação, aliados à simpatia-zero, da prefeita no trato com seus potenciais futuros eleitores (lembram da entrevista com aquela professora?)

Responsável: MARTAFETADA

10. E por fim, a taxa do lixo, a taxa da luz elétrica, o IPTU progressivo, a contribuição de melhoria sobre o asfaltamento e outras inconstitucionalidades do gênero que lhe renderam o eterno apelido de

M A R T A X A...

Eu sei que São Paulo se lembra de tudo isso. Há mais que 69 motivos para que a memória de paulistano, diferentemente da do brasileiro, não seja curta...

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

A esperança é Kassab





Com a cara mais lavada deste mundo, a candidata Martaxa promete - perdoem o trocadilho, taxativamente - que não criará mais taxas, caso eleita prefeita. Batam na madeira...

Ainda despudoradamente, insiste em fazer do pobre presidente Lula seu principal cabo eleitoral, olvidando que o princípio federativo veda que o chefe do Executivo Federal privilegie seus correligionários em detrimento de quem quer que seja.

Martaxa se esquece de que, eleito o comandante-mor desta Paulicéia Desvairada, seja ela ou o sem-passado Kassab, ao Presidente da República incumbirá destinar a São Paulo o que a cidade tem de direito, nem mais nem menos, sem maiores considerações quanto à cor da camisa do prefeito ou do terninho da prefeita.

Que ela pague o pesado tributo pela desconsideração para com o povo, a quem intenta iludir: o veto das urnas.

Que ela seja onerada com a taxa do desprezo popular, na mesma medida em que ela despreza seu adversário, imputando a ele insinuações pessoais, que demonstram seu preconceito, seu destempero, seu desequilíbrio.

Que São Paulo possa prestar um tributo a Kassab, dando a ele a oportunidade de continuar governando a maior cidade da Nação, com seriedade. Afinal, todo mundo sabe que São Paulo é o carro chefe do Brasil: se São Paulo está bem, o Brasil segue o mesmo caminho.

Todo mundo sabe disso. Até o presidente Lula.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios