quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Metamorfose Ambulante




Nunca antes, na história deste país, falou-se tanta inverdade.

Hoje nossos ilustres representantes decidem se a cobrança da CPMF continua ou pára.

Não tenho opinião formada quanto à CPMF.

Quem diria, nos meus áureos tempos das Arcadas, que um dia eu até seria capaz de aceitar que a cobrança inconstitucional de um imposto batizado de “contribuição” pudesse ser até uma saída... A gente muda.

Obviamente, por princípio, a CPMF é uma excrescência jurídica. Uma “contribuição” que é um imposto. Arrecadação destinada temporariamente à saúde, que na realidade nada tem de temporária e pouco guarda de sua destinação à saúde.

Criou-se uma lebre com cara de gato. Dizem até que mia. Até falam que ronrona. Mas, não é um gato, é mesmo uma lebre! Uma lebre não! É um verdadeiro leão, com juba e garras prontas para abater a primeira presa...

Não sei se a CPMF vai passar ou não. O que sei é que, de um jeito ou de outro, se for extinto esse “leão”, outro vai surgir, ainda mais forte e mais voraz. Rei morto, rei posto, qualquer que seja o nome que dêem a ele...

Não sei se sou contra ou a favor à CPMF, neste contexto brasileiro. Eu prefiro ser mesmo, a exemplo de nosso presidente, uma metamorfose ambulante, do que ter opinião formada sobre tudo. Um dos sintomas do embotamento mental que grassa na Nação Tupiniquim.

Um comentário:

Dan disse...

Um governo que administra mal, gasta mal, contrata mal, mostrou também que negocia mal e agora estamos "livres" da CPMF.

Não sou de fazer previsão, mas aposto um sorvete que a CPMF vai voltar, sem o "P", apenas CMF.

Um ótimo 2008 pra vc :)

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios