sexta-feira, 27 de julho de 2007

Pepino Indigesto



O pepino é o fruto do pepineiro (espécie Cucumis sativus, família Cucurbitáceas), que se come geralmente em salada. São lianas anuais de folhas lobadas, flôr amarela, originárias da Índia e cultivada em regiões tropicais e temperadas. Os frutos são longos, com casca verde clara com estrias e manchas escuras, polpa de cor clara e sabor suave, com sementes achatadas semelhantes às do melão (outro membro da mesma família).

Cultivam-se diversas variedades e cultivares por causa dos seus frutos. Os pepinos pequenos, conhecidos por pepino pequeno de Paris (cornichons), são frutos que se empregam, depois de conservados em vinagre, como condimento.

Definição: Wikipédia



"O importante não é o pepino, é saber lidar com o pepino. Saber cortar, cozinhar e ter inteligência e calma para trabalhar o pepino".

O presidente da Infraero só fala mesmo abobrinha!

Mas, de culinária, ele realmente não sabe do que está falando.

Pepino, se não bem mastigado, é indigesto! E mais: o pepino se deteriora rapidamente se mantido em condição ambiente.

Assim, o aéreo aprendiz de cozinheiro denota sua ignorância sobre o assunto curcubitáceo quando diz que é preciso ter calma para trabalhar o pepino.

ATributarista ía mandar ao Sr. Pereira umas receitinhas de pepino. Mas desistiu.

Isso porque deve ter algo mais útil para o brigadeiro fazer com um pepino!

3 comentários:

Dan disse...

Cris, seus comentários são fodas (sim, fodas mesmo!)
A última frase é sensacional.

Beijos

Rui Barbosa disse...

Manda ele botá o pepino no...

Valdir Costa disse...

Tudo que eu desejo para este senhor que deveria comer este pepino pelo lado inverso e que ele ao ser tombado como patrimonio historico,reflita la num asilo (do SUS de preferencia)que ele ficar toureando a midia gerou uma serie de obitos e infelicidades e que burocratas como ele devem viver bastante para ter muitos anos para pensar as barbaridades que praticou ou mentindo ou so se omitindo pouco importa ele ganhou meu total desprezo,como ser humano.

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios