terça-feira, 13 de julho de 2004

O maior devedor tributário do Brasil...






Antonio Evangelista de Oliveira tem 71 anos comemorados na semana passada e é um dos 13 milhões de aposentados do INSS que recebem benefício de um salário mínimo por mês (R$ 260).

Mora numa casa de alvenaria de dois quartos na periferia de Boa Vista, em Roraima, com a mulher, quatro dos oito filhos e uma neta. Em setembro de 2003, ele recebeu uma correspondência da Receita Federal. ''Quase tive um infarto'', conta. Era uma cobrança de R$ 3,4 bilhões.

O maior devedor do país, inscrito na dívida ativa da União, não é uma empresa nem um milionário.

É uma pessoa física que se declara isenta do Imposto de Renda, possuindo apenas um imóvel. A notícia mais recente do caso é que a dívida de Oliveira está maior: R$ 4 bilhões, conforme valores de junho. Na correspondência, a Receita informou que, se o débito não fosse pago, os bens da família seriam penhorados.

''Vão penhorar o quê? Só se for os meus filhos'', indaga o aposentado.

Oliveira admite que deve aos cofres públicos.

Em 1988 tomou um empréstimo do extinto Banco de Roraima para aplicar no seu lote rural que havia recebido do Instituto Nacional de Colonização Agrária (Incra).

Segundo ele, o empréstimo foi de 10 mil cruzeiros, para comprar mantimentos para a família e assim poder plantar na sua terra em vez de trabalhar como empregado. O valor equivalia a aproximadamente dois salários mínimos na época!

Nenhum comentário:

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios